Dois maranhenses são presos na operação de combate à pedofila e pornografia infantil

By | 19 de maio de 2018

Durante a primeira fase da operação Luz da infância, deflagrada em 20 de outubro de 2017, 157 mandados de busca e apreensão foi expedidos e 112 pessoas foram presas acusadas de produzir e disseminar conteúdos de pedolia.

Os alvos da operação foram identicados através de um trabalho de cooperação mútua realizado em parceria entre a Diretoria de Inteligência da Senasp e a Embaixada dos Estados Unidos da América no Brasil, Adidância da Polícia de Imigração e Alfandega em Brasília (US Immigration and Customs Enforcement-ICE).

Com base em informações e evidências coletadas em ambientes virtuais, as polícias civis dos estados instauraram inquéritos policiais e representaram pelas buscas e apreensões junto ao Poder Judiciário, visando apreender computadores e dispositivos informáticos onde estavam armazenados os conteúdos relacionados aos crimes de exploração sexual contra crianças e adolescente, indiciar e prender os criminosos.

PUBLICIDADE

Compartilhar