Comoção e muita dor na saida do corpo de Alanna no velório

By | 4 de novembro de 2017

Durante a noite de ontem, centenas de pessoas aguardaram a chegada do caixão que trazia o corpo de Alanna Ludmilla Borges, 10 anos, morta e enterrada no quintal da própria casa, no Maiobão, na quarta-feira, dia 1. Agora pela manhã, parentes, amigos, pessoas das comunidades mais próximas e de outros bairros, se aglomeraram para olhar e acompanhar a saída do corpo, que  segue em cortejo fúnebre no carro do Corpo de Bombeiro até o cemitério da PAX União, da Maioba.

Compartilhar